quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O pedido

Hoje o Brasil dorme acossado pela dúvida. Nos últimos segundos da entrevista ao Jornal Nacional, o candidato José Serra começa uma frase, mas não chega a concluí-la, porque seu tempo se esgota justamente no momento crucial . A todos nós, que morreremos sem saber qual seria o fatal desfecho daquele (a partir de agora histórico) pronunciamento, resta a especulação. Quando foi interrompido por Bonner, Serra dizia: " Eu gostaria de pedir às pessoas que...":


1: perdoem estas olheiras.

2: devolvam meu suéter, caso o encontrem. Perdi em uma passeata na semana passada, não sei se em Barbacena ou se em Paulínia.

3: amem umas às outras como se não houvesse amanhã.

4: não deixem de colaborar com o Criança Esperança. Para doar cinco reais, disque 0300...

5: ...o que eu ia pedir mesmo? Achei que não ia dar tempo, por isso nem decorei.