sábado, 10 de dezembro de 2016

Poema da fada

Eu sou uma fada
de hábitos sutis
vícios, nenhum
exíguos quadris


Nenhum comentário: